Visitas on line

Tradutor:

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Outro dia eu conto mais ...

          


           Todo mundo tem uma história para contar sobre os profissionais da construção.Eu por exemplo tenho uma infinidade delas, mas esta em especial aconteceu com minhas irmãs e fê-las pagar o maior mico.Haja paciência com essa "crasse de profissionais"Quando as histórias não provocam riso elas nos dão gana de matar.
          A tarde quando chegaram do trabalho encontraram em casa um encanador que havia sido chamado as pressas, pela minha mãe, porque a descarga do banheiro havia quebrado. No banheiro tinha um monte de terra que parecia que o homem estava fazendo a maior reforma.Daí ele pediu para elas irem até o depósito comprar uma peça que ele precisava. Como elas não sabiam o que era, pediram a ele que escrevesse em um papel. Lá foram as duas para o depósito de materiais de construção. 
        Primeiro pediram para o vendedor o que estava escrito no papel. Como o vendedor não entendia e elas não conseguiam explicar, as pessoas ao redor começaram a se meter na conversa e todo mundo queria entender o que era aquilo.Num dado momento alguém descobriu que o "pitador " ,que estava escrito no papel era adaptador.O encanador precisava de um adaptador. Após o mistério revelado, a compra feita, voltaram para casa e entregaram para o encanador o tão famoso pitador que ele havia pedido.Todo feliz, conseguiu depois de muita sujeira e bagunça consertar a descarga.
          Os profissionais desta área são de doer.Valha-me Deus precisar deles!!.

 

terça-feira, 26 de julho de 2011

SERVISTE HOJE?


Conheci os poemas de Gabriela Mistral, quando tive que fazer uma pesquisa para a faculdade,desde então passei admirá-la. Hoje por sinal, revendo meus papéis encontrei um um poema dela, que por sinal é um dos que mais gosto, então resolvi postá-lo.
Gabriela Mistral é uma poetisa chilena que ganhou o Prêmio Nobel  de literatura em 1945. Sua obra é lindíssima, caso queiram saber mais  cliquem aqui:



O PRAZER DE SERVIR
 
Toda natureza é um desejo de serviço.
Serve a nuvem, serve o vento, serve o sulco.
Onde houver uma árvore para plantar, planta-a tu.
Onde houver um erro para corrigir, corrige-o tu.
Onde houver uma tarefa que todos recusem, aceita-a tu.

Sê quem tira:
a pedra do caminho,
o ódio dos corações
e as dificuldades dos problemas.

Há a alegria de ser sincero e de ser justo.
Há, porém, mais do que isso,
a imensa alegria de servir.

Como seria triste o mundo
se tudo já estivesse feito,
se não houvesse uma roseira para plantar,
uma iniciativa para lutar!

Não te seduzam as obras fáceis.
É belo fazer tudo que os outros se recusam a executar.
Não cometas, porém, o erro
de pensar que só tem merecimento executar as grandes obras.
Há pequenos préstimos que são bons serviços:
enfeitar uma mesa.
Arrumar uns livros.
Pentear uma criança.

Aquele é quem critica,
este é quem destrói;
sê tu quem serve.

Servir não é próprio dos seres inferiores:
D
eus, que nos dá fruto e luz, serve.
Poderia chamar-se: O Servidor.
E tem os Seus olhos fixos nas nossas mãos
e pergunta-nos todos os dias:
SERVISTE HOJE?


quinta-feira, 21 de julho de 2011

Barulho X Capacidade intelectual




           Existem situações que me fazem pensar que as pessoas  perderam completamente a sensibilidade, se é que algum dia tiveram.Quando se perde a sensibilidade, junto vai a própria inteligência para  refletir sobre os fatos.
         Ao observar a compulsão que muitos têm para falar e  fazer barulhos, dá o que pensar. Hoje em dia parece que ninguém mais  pára para ouvir, todos falam ao mesmo tempo se atropelando.Num bate papo que deveria ser prazeroso  fica um vazio que não acrescenta nada, além  do estresse. Dentre as situações  que vivenciamos as mais intrigantes são as festas familiares porque, geralmente, saímos delas esgotados. O som sempre está no último volume, ninguém consegue ouvir ninguém. As maiores vítimas são os bebês e  os idosos, coitados! O que era prazer, vira um tormento. A dona da casa nunca se toca que o som  ultrapassou os limites do tolerável.É de doer!
             Nas ruas, nas  lojas inclusive, a situação  é  pior, o som no último volume impede qualquer cristão de  ouvir qualquer coisa, inclusive o que o vendedor fala. E quando é loja para jovem, aí  loucura total.  Salve-se quem puder! Eu nem ouso entrar ali, a  não ser que queira enlouquecer!
           Como se não bastasse todo barulho, agora  a nova moda que pegou e vai continuar firme até que alguém dê um basta,são as  pessoas nos ônibus com o celular no último volume, e você é obrigado a ouvir aquelas porcarias de mau gosto. Meu Deus! Isso é demais! A gente olha para a cara do meliante, dá vontade de pegar ambos, o celular e ele, jogar  pela janela. 
           Partindo do princípio  que pessoas barulhentas não gostam de estar consigo mesmas,  e que essa foi a forma que encontraram para espantar os problemas que a atormentam, e  não pensar mais neles, ou encontrar soluções para eles,  significa também que são pouco inteligentes. 
         Estar em(no) silêncio é estar consigo, é aprender a se aceitar, raciocinar, solucionar, o que se estende a tudo na vida. Quem se respeita é natural que respeito o outro, o que é uma atitude inteligente.Portanto o que vem a calhar aqui e que ilustra muito bem o texto, é um pensamento  Shopenhauer usado  minha amiga Roseli Correa, para definir classes barulhentas, ou pessoas barulhentas: 

“  Há muito sustento a opinião de que a capacidade do ser humano de não se importar com o barulho é inversamente proporcional a sua capacidade intelectual...
Aquele que costuma bater portas, em vez de fechá-las naturalmente ... não só é mal educado como também vulgar e de mentalidade tacanha ...
Seremos razoavelmente civilizados quando ... as pessoas não tiverem mais o direito de perturbar a tranqüilidade de um ser pensante ... com seus assobios, gritarias, algazarras, urros e outros tipos de ruídos”

         Desculpem-me os barulhentos, mas  analisando determinadas situações , penso que Shopenhaur tinha toda razão.  É só dar uma olhadinha a sua volta,  analisar e concluir! É claro! Se não tiver muito barulho e você conseguir ouvir a voz próprio  do seu pensamento.

                                                     


Related Posts with Thumbnails