Visitas on line

Tradutor:

sábado, 19 de março de 2011

Quando o corpo fala...



Este texto estava  colocado na porta de um consultório terapêutico,e você pode gostar tanto quanto eu gostei.
Preste atenção à vida porque ela lhe diz tudo, é claro, para quem tem olhos de ver e ouvido de ouvir.


"O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
O coração enfarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. "

6 comentários:

Ana Maria Braga disse...

Interessante o texto que postaste.
Que bom vc. ter voltado. Desejo um lindo domingo. Bjs, Lais

www.apenasodila.blogspot.com disse...

Tudo verdade beijos

www.apenasodila.blogspot.com disse...

Tudo verdade beijos

welze disse...

recebi esse texto por email e gostei muito. as letrinhas são uma chateação, mas fazer o que, quando muitas queridas não querem delas se separarem? boa semana

Glorinha L de Lion disse...

Sábias palavras....o corpo fala....temos que saber ouvir, beijos,

Ana Maria Braga disse...

Lais, ponha a poesia da Cecilia Meireles que fala sobre a passagem do tempo, ok ? Vou ficar esperando. Um ótimo domingo. Bjs

Related Posts with Thumbnails