Visitas on line

Tradutor:

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pat uma garota especial para São Bernardo do Campo!!!!

                                                    Antes
                                                                     
      No anonimato algumas pessoas fazem o trabalho de reflorestamento em São Bernardo do Campo.
      A Patrícia, Pat para os amigos, como é uma pessoa especial, uma amante da natureza e dos animais, trabalha silenciosamente replantando as árvores que foram derrubadas por construtoras e caminhoneiros.
    Quem passa no final da tarde pela Miro Vetorazzo, com o sol ainda alto, pode vê-la agachada plantando mudas de árvores ou regando as que já plantou. Cada dia planta um pouco. Faz a rega todas às tardes para que as mudinhas se fortaleçam e  possam sobreviver, e ela possa  plantar mais.
                                                               
     Nessa rua existem dois condomínios de luxo: o Aromáz e o Terra Bonita, e ao longo das calçadas foram plantadas árvores, pela incorporadora Agra, para repor as que eles tiveram que cortar quando construíram os Condomínios. Estas árvores, hoje, são quebradas ou derrubadas de uma outra forma, ora por transeuntes, ora pelo descuido dos caminhoneiros que ali estacionam (debaixo de placas com proibido estacionar) e ora por pessoas que ao sair de seus carros pisam nas mudas, ou abrem as portas quebrando-as. E tem mais, os caminhoneiros, é claro, aproveitam para limpar os caminhões e deixar os lixos ali mesmo. Quando os caminhões  partem as árvores estão partidas, e o lixo espalhado por todo canto, só ficam os toquinhos dos troncos.


     Rememorando! O dia em que a Incorporadora Agra devastou o terreno para construir os Condomínios, foi triste demais. Ao entardecer quando os pássaros retornaram e não encontraram mais as árvores, começaram a piar e a revoar em círculos,no maior desespero, já que era época de ninhadas. Nunca me esqueci da cena, e hoje tenho pavor quando vejo o nome dessa Construtora em algum terreno, sei que a seguir vem a devastação, e sobem os espigões tornando a cidade mais concretada ainda. É claro que ela nunca consegue repor o que destrói. Ninguém consegue substituir árvores seculares, por palmeiras que não abrigam pássaros ou dão frutos. O que fazem é enganar os olhos dos menos atentos.
     Qualquer dia São Bernardo do Campo muda de nome, passa a se chamar São Bernardo, só, porque Campo já era. Poderia também passar a chamar São Bernardo das Palmeiras, de tantas que têm. Que tal São Bernardo do Descampado?! Do jeito que as coisas vão, não vai demorar muito.
     Nunca vamos conseguir repor tantas árvores, mas a Pat tenta. Vocês pensam que ela planta qualquer árvore? Não! Ela sabe exatamente o que tem que plantar! Primeiro cultiva a muda, e sabe que tem que pertencer a Mata Atlântica, só depois  planta. Saibam vocês que o trabalho da Pat é observado por algumas pessoas, inclusive por caminhoneiros e transeuntes. Se estão aprendendo alguma coisa ou vão respeitar este maravilhoso trabalho, eu não sei, espero que sim.
      Semear, plantar, colher, para sobreviver em São Bernardo do Campo, antes que vire só, São Bernardo, sem o CAMPO. Este deveria ser o lema da cidade, mas parece que é apenas de algumas pessoas, ou só da Pat, ou dos que acreditam que podemos contruir um mundo melhor começando por nós mesmos. 



                                                 Depois que a Pat plantou!
                                                   Olhem como estão..
                                                                          

                                  Um dia, se deixarem estarão assim....
                        Parabéns para a Pat que faz a diferença!
        E que hoje sejam plantadas milhares de árvores para a nossa sobrevivência!
Related Posts with Thumbnails