Visitas on line

Tradutor:

domingo, 18 de abril de 2010

"Hoje dia Nacional do Livro Infantil"



       Quem não conhece o Sítio do Pica Pau Amarelo de Monteiro Lobato? Quase todas as gerações de alguma forma acabou conhecendo o Sítio. Algumas através da leitura, outras através da televisão. Eu como não sou diferente também o conheci. Viajei em companhia de Peter Pan pela Terra do Nunca, estive com Emília no País da Gramática, aprendi geologia com o Poço do Visconde, presenciei o casamento da Narizinho, saboreei dos bolinhos de Tia Anastácia, brinquei com Pedrinho, conheci o Visconde de Sabugoza, estive em todos os lugares e participei de todas as aventuras com a turma.
       Mas o que ficou de mais importante das minhas andanças com os personagens do Sítio foi que enveredei pelo mundo encantado da leitura e de lá nunca mais saí. Ao me apaixonar pelos livros nem imaginava que  um dia eles conduziriam a (à) minha profissão.
       Quando o Sítio foi apresentado às crianças, na televisão, recusei-me a assistir, pois queria guardá-lo em minha memória como havia concebido em minha infância, através das minhas leituras. Fechei os olhos para a televisão e não permiti que ninguém profanasse as imagens que havia construído em minha mente. Guardei-as como alguém guarda um tesouro. Não abri mão das recordações de quando me levantava de madrugada, para ler um pouquinho mais antes de ir à escola. Não via a hora de chegar em casa, abrir o meu livro novamente e viajar pelo mundo encantado de Monteiro Lobato. Por muitos anos, todas aquelas aventuras fizeram parte do meu mundo. Hoje, já adulta, as mesmas imagens que concebi  na infância ressurgem para me ensinar algo.
       Tanto tenho a agradecer a Monteiro Lobato que povoou com seus personagens os meus sonhos de criança, que me conduziu ao mundo da leitura. Tanto tenho a agradecer aos livros que muito me ensinaram e continuam ensinando. O conhecimento que adquiri, os personagens que conheci, as lições de vida tiradas deles me tornaram uma pessoa diferente do que poderia ter sido, se não fossem eles. Depois de tantos anos me sinto no direito de dizer: pobre daqueles que aprenderam a ler e não leem, pois se privam do conhecimento e se orgulham de serem analfabetos por opção.

                                                    “Leia mais para ser mais”

3 comentários:

gabriel disse...

comigo foi igualzinho quando comecei a ler Harry Potter ! tem horas que é como se estivesse dentro da história...
:D

Lais disse...

Realmente Gabriel, a gente entra na história e nunca mais se esquece.
Obrigada pelo comentário.
abrçs

efeitoseconceitos disse...

O Gabriel tem toda razão. A leitura nos transporta para outros mundos.
Bjo

Related Posts with Thumbnails